29 de jul de 2008

Nhoque da Fortuna!

Hoje é dia, senhoras e senhores! Os R$ 53.172.281 da mega-sena não entraram na sua conta corrente? Não se desespere, hoje é dia de fazer aquela fézinha para São Pantaleão! São quem?!

Conta a história que São Pantaleão, num dia 29 de dezembro, vestido de andarilho, perambulava por um vilarejo, em algum lugar da Itália. Com fome, bateu à porta de uma casa e pediu comida. Foi recebido por um casal que, mesmo com certa desconfiança, o convidou para sentar-se à mesa com eles. Como eram pobres e os tempos eram difíceis, não tinham muito o que comer. O único alimento eram nhoques, que dividiram com o Santo: sete nhoques para cada um. São Pantaleão comeu, agradeceu a acolhida e se foi. Para a grande surpresa, ao retirar a mesa, o casal encontrou em baixo dos pratos moedas de ouro!

O nhoque da fortuna também é conhecido como nhoque da sorte.


Eu já me considero afortunada e sortuda pra chuchu (humm, estranho isso, né? Ser afortunada pra chuchu... Chuchu pra tantas pessoas é tão sem gosto, tão mais ou menos- mas eu sou uma madama louca por chuchu!), mas meu nhoque de hoje tem sabor de agradecimento. Agradecimento por ser tão afortunada! Tenho família, amigos, saúde e um amorzão de ouro! Mas se São Pantaleão quiser me enviar uma moedinhas também, aceito!!!

Farei assim: Primeiro descasco e corto 1Kg de batatas. Em uma panela, fervo 1 litro de água e cozinho as batatas até que fiquem macias (cerca de 20 minutos). Então, escorro a água e passo as batatas ainda quentes pelo espremedor (se você não tiver espremedor, utilize um garfo e amasse com fé que também dá super certo!). Deixo essa massa de batata esfriar. Quando a massa estiver fria, junto 2 ovos e sal à gosto. Misturo bem e, aos poucos, acrescento de 3 a 3 e 1/2 xícaras de farinha (depende da qualidade da batata, quanto mais úmida, mais farinha será necessária) e sovo, sovo, sovo a massa até incorporar bem (e meu músculo do tchauzinho ficar firme, forte e radiante!). Mas atenção, quanto mais rápido misturar a farinha, melhor, não fique sovando a massa eternamente, misturou, desgrudou, pronto. Se quiser, acrescente um pouco de noz moscada ralada para dar aquele tchans! Feito isso, vou pra etapa de cortar a massa: Polvilho uma superfície lisa com farinha e retiro aos poucos pequenas porções da massa fazendo rolinhos (1,5 cm de diâmetro aproximadamente). Corto esse rolinho em pedaços de 1cm de comprimento. Em uma panela, fervo água e, aos poucos, coloco os nhoques na água fervente. Quando subirem à superfície, é hora de retirá-los da panela, direto para o prato em que será servido.

O molho é o de sua preferência! Eu farei um molho básico, porém muito saboroso, de tomates e manjericão. Despeje-o sobre a massa e, por cima, polvilhe queijo parmesão ralado (na hora, se possível. pois fica mais saboroso).

Vinho tinto, sim, sim, sim!

Seguindo a simpatia, na hora de servir, coloca-se uma nota de qualquer valor sob o prato com nhoque. Pode ser dólar, real ou qualquer moeda estrangeira (sei, sei, sei... Acho que colocarei euro!). Em seguida fique de pé e concentre-se para iniciar o ritual. No prato, separe sete nhoques e coma um a um. Para cada nhoque, faça um pedido diferente. Depois, sente-se e saboreie o restante do prato, de preferência com um bom vinho italiano. O dinheiro colocado sob o prato deve ficar guardado até o próximo dia 29, para garantir a fartura. Outros dizem que deve ser dado a alguém que necessite ou usado quando for feita nova simpatia.

Agora corra pro fogão que nhoque é super fácil, rápido e delicioso de fazer! E de comer!

Boa sorte, bom jantar e uma vida afortunada para todos nós!

*Dicas da madame:
  • Depois de amassadas as batatas, coloque-as em um recipiente aberto, na geladeira, por meia hora. Dessa forma a batata perderá o excesso de umidade.
  • Regue com azeite o prato em que for servir os nhoques para que permaneçam soltinhos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Ma, o blog está lindo, de lamber os beiços, se lambusar, parabéns às duas madames!

É delicioso ler o que você escreve, você consegue traduzir em palavras exatamente o que você é: alegria, afetividade, beleza, emoção. Desejo à você não só fortuna, mas tudo, tudo de melhor que a vida possa lhe dar, pois você merece tudo isso.

Um beijão da sua amiga,
Milena.

Marula disse...

Oi, Mi! Bem vinda e delicioso é ter tanta gente bacana na nossa cozinha!

Beijocas mil!