31 de jul de 2008

Pavê Bicolor da Ale

A Ale foi a primeira a nos mandar uma receitinha e eu fiz, conforme prometido! É ideal pra fazer quando você for receber alguma visitinha em casa! É rápido de fazer e fica uma delícia!

O ser amado é bem fresquinho pra comer, só gosta dos doces da mãe dele (Eu mereço?) e o parecer dele a respeito do pavê bicolor foi: "Está mais que aprovado!"E que fique claro aqui que eu gostaria de ter enfeitado meu doce, mas ele me atormentou tanto que queria comer logo e ai não consegui tirar fotos mais caprichadas! Então, minha gente, me desculpem pelas fotos, mas te digo ficou ótimo!

Bom, vamos a receita!

"Amei a idéia! Que blog mais gostoso... Adoro doces e mandarei a receita de um pavê que é supimpa. Aí vai:

Pavê Bicolor

Ingredientes
Cobertura de Chocolate (escuro)
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 xícara de chocolate em pó
1 lata de leite comum
2 colheres de sopa de amido de milho

Cobertura Branca
½ lata de leite condensado
½ lata de creme de leite
1 colher de sobremesa de amido de milho
¼ de leite comum

1 pacote de biscoito maisena (pacote duplo ou dois pacotes de 200g)

Modo de Preparar
Coberturas: cozinhar todos os ingredientes até virar um creme bem cremoso e macio. Deixe esfriar. Começar com uma camada de creme de chocolate (escuro), a segunda camada com biscoitos de maizenas umedecidos no leite morno, e depois do biscoito, colocar a camada de chocolate branco e assim sucessivamente. Levar para a geladeira e servir no dia seguinte para que o pavê ganhe a devida consistência. Bom apetite!!! Bjs Ale"

Ale, adorei tanto a receita quanto seu recadinho! Bjão

Fresquinha, fresquinha

O ser amado sempre gostou de tomar água do filtro de barro, no começo relutei em ter um filtro desses porque achava que não ia combinar com minha cozinha. Saca quando vc acaba de mudar e quer tudo combinandinho? Chatinha que só... Enfim, ele venceu e o filtro ficou e eu tenho que admitir que a água fica numa temperatura ótima, bem fresquinha!
Num dia desses, ele ganhou do trabalho esta moringa e me deu de presente! Amei! Não é fofo? Ele e a moringa..



Na Vila Madalena tem diversas lojas que vendem uma moringa mais linda que a outra! Aaaaaiiii, que amoooorrr!

Fui... porque nem eu to aguentando de tão meloso que está este post! Mas você tem que concordar comigo, este filtro marronzão é horrível!

bjo

30 de jul de 2008

Eu fiz! Eu fiz!

Caraca, madama tu é chique mesmo, hein? Colocou Euro debaixo do prato? Eu não tenho Euro aqui em casa! Mas juntei “uns troco” e coloquei debaixo do meu prato. Eu me conheço, se eu colocasse uma nota de 50 pilas, certeza que eu ia acabar usando antes do próximo dia 29! Afinal, o que vale é colocar qualquer quantia e fazer a fézinha, certo?

Já fiz nhoque aqui é casa um dia desses, é super gostoso de fazer, mas eu estava com muita preguiça de fazer ontem! Mas chute a preguiça pro lado e mãos à obra!

Assim, seguindo as dicas da outra madame, decidi que iria comer Nhoque, porém iria comprar a massa pronta (isso porque acabei de falar pra chutar a maledeta longe)! Mas resolvi caprichar no molho! Minha gente, este aqui é um ponto importante, não deixe a preguiça tomar conta de você ou ainda aqueles pensamentos: "Não sei pegar numa panela e então não vou fazer nada!" ou "vou fazer só pra mim, então não vale a pena!" Nada disso, hein? Se arrisque, sem medos, sem nóias, sem compromisso... coloque seu toque, sua emoção na sua comida!

Pra começar, cortei 3 lingüiças calabresa (você pode simplesmente tirar aquela capinha que a envolve), a seguir fritei (não precisa colocar óleo porque tem a gordura da própria lingüiça). Piquei meia cebola em pedaços bem pequenos e refoguei junto com o alho num fiozinho de azeite, até a cebola ficar transparente. Já tinha no freezer molho de tomate, misturei ao refogado e acrescentei as lingüiças. (prometo que um dia eu faço o passo-a-passo do molho de tomate e coloco aqui). Acertei o sal, coloquei uma colherinha de açúcar pra tirar a acidez. Não exagerei nos temperos porque o molho já estava bem temperadinho. Segui as instruções do pacote do Nhoque e no momento de servir, coloquei bastante folha de manjericão fresco e bastante queijo parmesão!

Fiz meus pedidos! Um deles foi: comer que nem uma doida e não engordar! Podia contar o pedido?

29 de jul de 2008

Nhoque da Fortuna!

Hoje é dia, senhoras e senhores! Os R$ 53.172.281 da mega-sena não entraram na sua conta corrente? Não se desespere, hoje é dia de fazer aquela fézinha para São Pantaleão! São quem?!

Conta a história que São Pantaleão, num dia 29 de dezembro, vestido de andarilho, perambulava por um vilarejo, em algum lugar da Itália. Com fome, bateu à porta de uma casa e pediu comida. Foi recebido por um casal que, mesmo com certa desconfiança, o convidou para sentar-se à mesa com eles. Como eram pobres e os tempos eram difíceis, não tinham muito o que comer. O único alimento eram nhoques, que dividiram com o Santo: sete nhoques para cada um. São Pantaleão comeu, agradeceu a acolhida e se foi. Para a grande surpresa, ao retirar a mesa, o casal encontrou em baixo dos pratos moedas de ouro!

O nhoque da fortuna também é conhecido como nhoque da sorte.


Eu já me considero afortunada e sortuda pra chuchu (humm, estranho isso, né? Ser afortunada pra chuchu... Chuchu pra tantas pessoas é tão sem gosto, tão mais ou menos- mas eu sou uma madama louca por chuchu!), mas meu nhoque de hoje tem sabor de agradecimento. Agradecimento por ser tão afortunada! Tenho família, amigos, saúde e um amorzão de ouro! Mas se São Pantaleão quiser me enviar uma moedinhas também, aceito!!!

Farei assim: Primeiro descasco e corto 1Kg de batatas. Em uma panela, fervo 1 litro de água e cozinho as batatas até que fiquem macias (cerca de 20 minutos). Então, escorro a água e passo as batatas ainda quentes pelo espremedor (se você não tiver espremedor, utilize um garfo e amasse com fé que também dá super certo!). Deixo essa massa de batata esfriar. Quando a massa estiver fria, junto 2 ovos e sal à gosto. Misturo bem e, aos poucos, acrescento de 3 a 3 e 1/2 xícaras de farinha (depende da qualidade da batata, quanto mais úmida, mais farinha será necessária) e sovo, sovo, sovo a massa até incorporar bem (e meu músculo do tchauzinho ficar firme, forte e radiante!). Mas atenção, quanto mais rápido misturar a farinha, melhor, não fique sovando a massa eternamente, misturou, desgrudou, pronto. Se quiser, acrescente um pouco de noz moscada ralada para dar aquele tchans! Feito isso, vou pra etapa de cortar a massa: Polvilho uma superfície lisa com farinha e retiro aos poucos pequenas porções da massa fazendo rolinhos (1,5 cm de diâmetro aproximadamente). Corto esse rolinho em pedaços de 1cm de comprimento. Em uma panela, fervo água e, aos poucos, coloco os nhoques na água fervente. Quando subirem à superfície, é hora de retirá-los da panela, direto para o prato em que será servido.

O molho é o de sua preferência! Eu farei um molho básico, porém muito saboroso, de tomates e manjericão. Despeje-o sobre a massa e, por cima, polvilhe queijo parmesão ralado (na hora, se possível. pois fica mais saboroso).

Vinho tinto, sim, sim, sim!

Seguindo a simpatia, na hora de servir, coloca-se uma nota de qualquer valor sob o prato com nhoque. Pode ser dólar, real ou qualquer moeda estrangeira (sei, sei, sei... Acho que colocarei euro!). Em seguida fique de pé e concentre-se para iniciar o ritual. No prato, separe sete nhoques e coma um a um. Para cada nhoque, faça um pedido diferente. Depois, sente-se e saboreie o restante do prato, de preferência com um bom vinho italiano. O dinheiro colocado sob o prato deve ficar guardado até o próximo dia 29, para garantir a fartura. Outros dizem que deve ser dado a alguém que necessite ou usado quando for feita nova simpatia.

Agora corra pro fogão que nhoque é super fácil, rápido e delicioso de fazer! E de comer!

Boa sorte, bom jantar e uma vida afortunada para todos nós!

*Dicas da madame:
  • Depois de amassadas as batatas, coloque-as em um recipiente aberto, na geladeira, por meia hora. Dessa forma a batata perderá o excesso de umidade.
  • Regue com azeite o prato em que for servir os nhoques para que permaneçam soltinhos.

Creme de Mandioquinha

Creme de Mandioquinha

Eu sempre gostei de sopa, acho prático de fazer, dá pra aproveitar o que tem na geladeira e além de tudo é menos engordativa. Certo? A não ser que você seja um daqueles que toma uma sopinha light e se entope de pão, frios, queijos e depois diz: "Não sei porque eu engordo, só tomo uma sopinha no jantar!" Não vem com esta pra cima de mim, né Jacaré?

Esta minha receita não faz parte dos TOP 10 menos calóricas... mas vamos lá!

700g de mandioquinha
750ml de leite
1/2 tablete de caldo de carne
1 colher de sobremesa de alho picadinho
1 colher de sopa de molho inglês
1 caixinha de creme de leite (opcional)
sal a gosto

Faça o seguinte: descasque as mandioquinhas e lave bem. Na panela de pressão, coloque um fiozinho de óleo e um fiozinho de azeite (se você não gostar do óleo, pode deixar só azeite), frite o alho e jogue pra derreter o tablete de caldo de carne. Assim que o alho pegar uma corzinha (não é pra torrar pq amarga a sopa), coloque as mandioquinhas e deixe fritar um pouco. Numa outra panela, aqueça o leite (deixe bem quente, mas não precisa levantar fervura) e o coloque na panela de pressão com o restante dos ingredientes. Deixe cozinhar no fogo médio pra baixo!

Você não precisa ficar com medo de usar panela de pressão pq vc não irá fechá-la. Vamos usar esta panela porque ela tem um "corpo" mais alto e o leite ferve e sobe um pouco - pra não sujar todo seu fogão, certo? Mexa a sopa de vez enquando - se você perceber que foi pouco leite, coloque mais, mas não se esqueça de aquecê-lo antes. Assim que as mandioquinhas estiverem bem cozidinhas, bem macias - eu pego o MIXER e bato o creme na própria panela.. assim suja menos louça! Não tem MIXER? Não tem problema, bata no liquidificador. Não tem liquidicador? Amasse bem a mandioquinha com um garfo! Não tem garfo? rs

Pra finalizar coloco uma caixinha de creme de leite (não deixe ferver, ok?). Caso você queira uma versão mais leve, menos gorda, não coloque o creme de leite! Fica bom do mesmo jeito!
Arrumo numa sopeira bem linda, recém comprada que eu estava louca pra mostrar, finalizo com um fio de azeite, queijo ralado ou noz moscada ralada.

Diliça!

28 de jul de 2008

Um churro ou um churros?


Toda vez que vou para Águas de Lindóia eu TENHO que comer um Churros. Virou tradição!
Faz 30 anos que este senhor trabalha na praça e toda vez que vamos comprar um churros ele vem com as mesmas brincadeiras, finge que não ouviu que pedimos um só, quer entregar mais de um, fala da nossa infância! Um fofo! Assim, meu querido, minha querida, caso você passe por aquelas bandas, não se esqueça de prestigiar nosso amigo ai da foto! Com certeza, ele vai te atender com o maior carinho!

Não é dos mais baratos, custa R2,50 mas vale a pena cada centavo pago! De lambuja você ainda pode comer pamonha, curau, milho verde, pé de moleque... tudo muuuito light! Deste jeito estou indo mesmo rumo ao corpo roliço!

Salada Caprese - Porque hoje é segunda!!!

Depois da macarronada de ontem e de todos os excessos do final de semana, quem, quem, quem não planeja iniciar a semana maneirando na comidinha? Não importa se você está em paz ou guerreando com os ponteiros da balança, fato é que, todos nós, toda segunda-feira (eu disse segunda, porque terça é outra história!!), comemos light! Para ajudar o organismo e a consciência de todos nós, aí vai uma saladinha muito saborosa, nutritiva e fácil de ser preparada:

Salada Caprese


Para a salada:

Numa tábua, corte a mussarela em pequenas fatias (aproximadamente 0,5 cm de espessura). Transfira para uma tigela, tempere com sal e regue com um fio de azeite. Com uma colher, misture as rodelas delicadamente. Reserve.

Corte também os tomates em fatias de 0,5 cm. Transfira para um escorredor de macarrão e tempere com uma pitada de sal. Com as mãos, misture os ingredientes e deixe escorrendo enquanto prepara o molho.

Na hora de servir, faça uma pilha alternado 4 fatias de tomate com 4 fatias do queijo em cada prato. Entre as fatias, espalhe um pouquinho de molho pesto. Decore com as folhas de manjericão e sirva a seguir. Quanto ao molho, sirva-o à parte.

Para o pesto:

Lave as folhas de manjericão e descasque os dentes de alho. Para medir a quantidade das folhas de manjericão, aperte-as bem na xícara. Coloque todos os ingredientes no processador de alimentos ou no liquidificador e bata até obter uma pasta homogênea.
Se preferir, triture os ingredientes no pilão. Comece batendo o alho com os pinolis, acrescente o manjericão, em seguida, o queijo e, por último, o azeite. Tempere com um pouco de pimenta-do-reino e conserve num vidro esterilizado.

Ingredientes:

Para a salada: - 1 kg de mussarela de búfala - 5 tomates - 6 folhas de manjericão lavadas- azeite de oliva a gosto- sal a gosto- molho pesto a gosto
Para o pesto: - 2 xícaras (chá) de folhas de manjericão fresco- 2 dentes de alho - 3 colheres (sopa) de pinolis ou de nozes sem cascapicadas- 1/2 xícara (chá) de parmesão ralado- 1/2 xícara (chá) de azeite de oliva, pimenta-do-reino a gosto

Um beijo e uma ótima semana!

Chá de maracujá

Às vezes o sono me derruba no domingo logo depois do almoço... sempre penso em tirar uma sonequinha de no máximo 15 minutos. Mas ai a cama olha pra mim, eu olho pra ela e resolvo dar uma deitadinha, fecho a janela, me cubro até o pescoço e os 15 minutos viram, no mínimo, 1 hora! E fala sério se o sono da tarde não é o melhor de todos? Só que ai esse singelo soninho causa consequências... insônia e um enorme arrependimento! "Mas pra que fui dormir tanto?"
Nestas horas de insônia nada como um chazinho pra relaxar e esquentar ainda mais o coração...

Chá de Maracujá

(receita enviada pelo Cunhadão)

Aqueça 2 xícaras de água (não deixe ferver), coloque 1/2 polpa de maracujá fresco, cubra o recipiente por uns 2 minutos. Coe e adoce conforme sua preferência.

Vale dizer que a medida vai depender do tamanho do maracujá, do número de pessoas insones na casa ou do número de pessoas nervosas! Isso ai acalma que é uma beleza!


"Tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo!"
(Composição: Walter Franco)


27 de jul de 2008

Penne Quatro Estações - Afinal, hoje é domingo!

Domingo é dia de macarronada! É, para alguns, dia de macarronada -incluindo miojo nessa categoria- é segunda, terça, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo, vejam bem!

Nesses dias quentes, em que o apetite pede uma refrescância qualquer, use e abuse dessa receita. É simples e deliciosa!! Quanto às calorias, não se preocupe, afinal, hoje é domingo!!

Vamos lá, mãos na massa:
Inicialmente, pique azeitonas verdes e pretas, peito de peru em cubos ou tirinhas, um pouco de nozes para dar crocância e alguns tomates bem maduros e já sem pele. - Parênteses aqui: Você não sabe como tirar a pele de um tomate de maneira simples e eficiente? As madames resolvem seu problema! Já, já, um post inteirinho sobre o assunto! Fecha parênteses, voltemos à receita. - Se preferir, use tomate cereja, fica ótimo também! Providencie folhinhas de majericão fresco. Cozinhe a quantia de penne desejada. Enquanto isso, no forno, em temperatura baixa, aqueça um refratário fundo.

Após o cozimento, escorra a massa e, na panela já usada, coloque o alho e o azeite e esquente levemente (levemente mesmo, só para que o alho e o azeite aceitem um ao outro em perfeito matrimônio). Despeje ali a massa já cozida e misture bem. Depois, junte as azeitonas, os tomates, o peito de peru, as folhas de manjericão, as nozes e metade do parmesão. Misture bem para que a massa fique envolta no azeite e os outros ingrediente espalhem seu sabor. Coloque no refratário aquecido e cubra com o restante do queijo.

Vinho branco e cheiroso para acompanhar.

Bom apetite e um ótimo domingo!


Ingredientes para 300g de penne: ¾ xícara de azeitonas verdes sem caroço, ¾ xícara de azeitonas pretas sem caroço, 100g de peito de peru, ½ xícara de azeite de oliva, 4 dentes de alho picadinhos e amassados, 3 tomates bem maduros sem pele, folhas de manjericão rasgadas, ½ xícara de nozes, 150g de parmesão ralado (na hora, de preferência). A receita original é da Ticcia.

26 de jul de 2008

Muitas vezes na correria do dia-a-dia não conseguimos tomar um café da manhã decente! Pelo menos não eu! Quantas vezes já tomei café da manhã no carro!! Assim, aproveite que hoje é sábado e prepare aquele café da manhã! Faça uma surpresa pro maridão, pro namorado ou pro seu tico-tico no fubá! E se você, caro leitor, for do sexo masculino, faça pra sua madame! Tá sem companhia? Faça pra você mesmo(a)! Comemore, brinde à sua vida! Tá sem grana pra comprar mil quitutes? Não importa! Faça um cafezinho! Faça um agradinho pra você ou para aqueles que você tanto ama!

Seja feliz!

24 de jul de 2008

Aparaceu a margarida!

Não, não é mentira, lenda, lorota ou coisa parecida, a outra madame existe sim e aqui se encontra! Após uma semaninha de descanso e curtição com mon amour, voltei cheia de coisas e causos para contar, cheia de receitinhas gostosas desse Brasil afora para mostrar - e com 2 Kg a mais, mas isso deixemos pra lá, a-hãn!

Enquanto aqueço meus motores, venho aqui saudar a todos e, entrando na onda do post abaixo, lanço uma campanha aqui no madames: "Faça a sua ecobag (ou shopping bag, como queira chamá-la!)". Eu encontrei uma lindinha, diferentona e muito charmosa nessa viagem que fiz, mas, infelizmente, ela não aguentaria mais que 2 pãezinhos e um rolo de papel absorvente, por isso, como moça prendada e politicamente correta (não, eu sou a própria ecochata, eu admito!!) que sou, hoje mesmo já esbocei a minha sacolona e amanhã começo a cortar o tecido. Para tal feito, não é necessário ser uma costureira de primeira, basta soltar a criatividade, aquela que está escondida ou bem exibida dentro de todos nós. Mas se você não encara essa de jeito nenhum, crie a sua própia sacola e leve para uma costureira dar-lhe vida, sai baratinho e você vai bem charmoso(a) às compras e o mais importante, ajuda a conservar o nosso planeta! Sim, pois você já está careca de saber e dispensa a ajuda dos universitários: Quanto tempo leva para um saquinho plástico ser degradado? De 100 a 400 anos, em média... Certo, fim de papo!

Porém, se você quiser realmente bancar a mamade, tem uma sacolinha recém lançada no mercado:


Louis Vuitton por apenas 7.500 (sete-mil-e-quinhentos) reais... Essa nem os universitários conseguem responder...

Vai fazer inveja pras outras madames, vai!

Eu não sei você, mas não consigo voltar do supermercado carregada de saquinhos plásticos! Ainda mais quando o carregador vai te ajudar, eles têm o dom de colocar um grão de arroz em cada saco, sem contar no nó super apertado! Me tira do sério, acabo arrancando, puxando e óbvio rasgo o saco! Eu, uma pessoa tão calma, tão serena...não sei como isso acontece comigo! (por enquanto ainda não estou com tiques no olho. Manja quando a pálpebra treme?)

Sem contar que você tira as compras da gôndola, coloca no carrinho, tira do carrinho pra passar no caixa (nesta hora eu percorro meia maratona pq saio correndo em busca daquele item esquecido! Dou uma risadinha sem graça pro ser que está atrás de mim na fila e saio em disparada!), empacoto tudo, coloco no porta-malas, que vai pra garagem do prédio (óbvio que o elevador está no último andar), que vai pro chão do elevador, que vai pra cozinha, que vai pro armário ou geladeira! Fácil, não?

Mas confesso que gosto de ir ao supermercado! Todo mundo sabe daquelas regrinhas básicas pra não gastar muito, como: fazer lista, ir depois de alguma refeição! Mas eu gosto mesmo de ir com fome! Pq é nesta hora que tenho as melhores idéias do que fazer porque quando vou sem fome, não compro nada e ai quando vou fazer aquela comidinha especial e não tem os ingredientes, quem tem que voltar ao supermercado pra comprar? Quem? Quem? Não vou nem responder...

Vixe, tudo isso pra dizer que acho o fim da picada usar aquele mundaréu de saquinhos (tá, tá eu uso sim no lixinho da pia da cozinha e do banheiro). Mas vamos combinar que nem eu, nem você precisamos de um milhão deles, né?

Tem uma campanha da Secretaria do Meio Ambiente chamada “Eu não sou de plástico!”. A idéia é simples, levar sua própria sacola aos supermercados, aquelas de feira, aquelas do tempo da vovó... Compra uma bem linda e você vai arrasar no supermercado! No Pão de Açúcar eles já estão vendendo e não é cara, por volta de R$4,00 você pode ter a sua e fazer bonito! As madames aqui agradecem e o meio ambiente mais ainda!

Entra no site pra você dar uma bizoiada:

Glau

23 de jul de 2008

Chocohotopots (Nigella)

Eu sempre fui daquelas pessoas que quando eu gosto de uma pessoa, eu adoro. Antigamente, qualquer motivinho já era um motivão pra eu pegar birra de alguém. Não pode! Definitivamente estou me esforçando muito pra isso não acontecer mais! Eu juro, Emiliana!(piada interna). Aquele velho clichêzão: a gente tem que respeitar os outros! Respeitar sua individualidade. Nem tudo vai nos agradar. Blá, blá.. bem papo de psicólogo, manja?

Enfim, e quem me irrita profundamente com suas caras e bocas e seus comentários é a Nigella, a ponto de eu mudar de canal. Mas que a verdade seja dita! Ela é ótima, faz cada receita que dá água na boca!

Essa é a que ela chama de "Chocohotopots" (pra nós aqui é o Petit Gateau no potinho - ramequins pra ser mais exata!)

É fácil de fazer. Você vai precisar de 125 g de manteiga, 125 g de chocolate meio amargo, 150 g de açúcar, 3 colheres de farinha de trigo e 2 ovos. Derreta o chocolate com a manteiga em banho-maria, num outro recipiente bata os ovos com o açúcar e depois de bem batidinho coloque a farinha de trigo. Misture todos os ingredientes e coloque nos ramequins untados com manteiga. Não se esqueça de pré aquecer o forno em 200 graus. Por volta de 20 minutos fica pronto, a parte de cima forma uma leve casquinha e no meio um creme dos Deuses (bem da cafoninha esta descrição, hein?)

Rende 4 porções bem caprichadas!

Sirva (lerê, lerê) com sorvete de creme! Se não tiver o sorvete, sirva assim mesmo (de avental bem limpo e de redinha na cabeça, por favor!)
Quer ver o vídeo?

E assim eu continuo adquirindo formas cada vez mais arredondadas! Affff..
Glau

22 de jul de 2008

Aromatizador de ambientes

Alguém já ouviu falar de alguém que adora cheiro de peixe? Quando você vai fazer um misero peixinho em casa tudo fica fedido, o forno, as mãos (por mais que você lave obsessivamente ainda fica o cheirinho de fundo). Se seu varal ficar perto do forno, pior ainda! Se prepare pq suas roupinhas cheirosas também ficarão com odor de peixaria! Eca! Por estas e outras que esta foi a primeira vez que fiz peixe em casa.. e foi um salmão.
Temperei com sal, pimenta, um pouco de alho, suco e tirinhas finas de limão, tomilho-limão e alecrim colhidos na hortinha de casa. Enrolei no papel alumínio e foi...
Arroz branco pra acompanhar!
Porque nóis é madame chique e nóis merece um agrado!
Glau

Tudo meu..

Hoje a panela de pressão vai chiar... porque definitivamente eu mereço!
Ps: essas duas ai não foram a "carta de alforria" do episódio Feira da Alcachofra.

21 de jul de 2008

Adrenalina

Depois de um final de semana repleto de emoções nada como um pouco de glicose na veia pra acalmar! Uia..tanta emoção que esta pessoa aqui está completamente desmilinguida, mas ainda sobrou forças pra fazer uma jantinha e esta sobremesa ai.

Esta receita de Pudim veio do Rainhas do Lar.

É facinho de fazer! Vai lá conferir que vale a pena! Além das delícias deste site, duas Rainhas têm o dom da escrita e da graciosidade de ser!

Como esta receita dá um pudimzão, aqui em casa eu fiz meia receita (coloco 2 ovos). Sabe aquela velha teoria: eu faço, eu como? Já que o auto-controle aqui está baixo, é melhor fazer um pudim menor! Senão a draga devora!

Deixe esfriar bem antes de desenformar. Fica bem bom, viu?

17 de jul de 2008

Ó mundo cão!

Ultimamente ando muito no clima da casa nova e junto de todas estas mudanças vieram algumas vontades que antes até eram vontades, mas não eram tão vontades como agora! Caramba, que texto confuso! O texto é confuso ou eu que estou confusa? Ou eu que sou confusa? Uia, piorou...

Mas que tanta vontade é essa? Tenho pesquisado sobre cursos de culinária pq a pessoa que vos fala aqui, nunca aprendeu nenhuma técnica, mas sou apenas uma curiosa, gosto de cozinhar, gosto de pesquisar mil blogs de culinária, curto comprar ingredientes novos, fazer experiências na cozinha. Mas parece que está faltando um "q" a mais...

Nestas procuras fiz uma listinha de alguns cursos disponíveis aqui em SP.

- Senac http://www.spsenac.br/ (lá tem o curso de Gastronomia (1 ano de duração - inscrições até 05 de Agosto) e tem vários cursos livres (por volta de R$200- R$300,00. Curti o de Pães Caseiros e preparação de doces finos)
-Madame Aubergine http://www.madameaubergine.com.br/ (elas promovem aulas com Chefs renomados, nos mais diversos assuntos)
- Centro de Culinária Helô http://www.helodoces.com.br/ (tem curso infantil lá também! Será que me incluo nesta categoria?)
- Escola Wilma Kövesi de Cozinha http://www.wkcozinha.com.br/
- Escola das Artes Culinárias Laurent http://www.laurent.com.br/
- Escola de Culinária e Gastronomia Nicolau Rosa http://www.nicolaurosa.com.br/
- Studio do Sabor Escola & Eventos http://www.studiodosabor.com.br/
- Viandier Casa de Gastronomia http://www.viandier.com.br/
- Accademia Gastronomica http://www.agastronomica.com.br/

São tantas as opções, tantos preços.. af, definitivamente preciso dormir!
Glau

Mi amore... Alcachofras!


Quem me conhece sabe que esse é um post óbvio pra mim: eu não gosto de Alcachofra! Eu sou simplesmente viciada, alucinada por uma alcachofrinha.

Eu fico esperando chegar esta época do ano pra poder comer minhas alcachofras... e desde pequena me dá água na boca só de imaginar. Tudo bem que se qualquer pessoa imaginar um molho repleto de vinagre, limão vai automaticamente salivar, mas isso não importa pra mim! Importa que eu sonho com o momento de comer uma.

Ano passado cheguei até a ir na Expo São Roque: Festa da Alcachofra. Dei uma super enrolada no meu gatinho, disse que era logo ali (tudo bem que São Roque é perto mesmo de SP, mas pra uma pessoa que odeia alcachofra, 60 km é mto longe! Ele perguntava: Tá chegando? Eu: é só mais uma curvinha que a gente já chega! Uia, tava ficando nervosa até! Mas já que estava indo na Feira, nada e ninguém poderia estragar minha realização mais plena!). Enfim, a feira é bem montadinha, bonitinha, é bem inha mesmo! Bem sem gracinha (pronto, falei!), mas comi de todos os jeitos possíveis e imagináveis.. com molho de tomate, de alho, em forma de recheio de ravioli, com batatas.. uhummm, mto bom!
Existem várias formas de preparação, mas a que eu gosto mesmo é da forma mais simples: Lavar bem a alcachofra, cozinhar na panela de pressão na água com sal (por volta de 15 minutos). Tome cuidado pra não deixá-la muito mole. E a parte faço um molhinho basicão: azeite, sal e vinagre. Já tentei colocar outras cositas, como mostarda, shoyo, mas eu gosto mesmo deste simplão.
Só pra terminar o assunto da Feira. Não sei como, mas saímos da feira com uma aposta! Meu gatinho teria que me comprar alcachofras, ele teria um prazo de um ano, caso contrário voltaríamos na festa no ano seguinte, sem ouvir um pio de reclamação! O prazo estava acabando até que pouco tempo atrás fomos ao sacolão (adoro ir no sacolão!) e não é que eu já estava no caixa passando as compras, eis que meu gatinho some e de repente ele surge lá do fundo com 2 alcachofronas na mão! como se fosse um buquet! Pausa no texto: Olha como mulher é besta! No mínimo ele pensou: "Vou pegar estas m* de alcachofra, fico livre logo e ela para de me encher! Nunca mais sou obrigado a ir a qualquer festa. Se quiser ir, vá sozinha!"
Não posso mais levá-lo na festa!
Bjo

16 de jul de 2008

Pavlova de mascarpone com calda de frutas vermelhas

Na minha família, por parte do meu pai, nós somos em 10 primos e quando pequenos nós íamos uns dormir na casa dos outros... era aquela coisa, pega a mala, combina mil passeios por telefone.. alegria geral! Quando era minha vez de ir dormir na casa deles, era aquela felicidade.. abria a geladeira e dava de cara com mil bolos recheados, brigadeiro, beijinho.. todos os doces possíveis e imagináveis! Sem contar o refrigerante no MEIO da semana! Como assim refrigerante no meio da semana???

Minhas tias sempre foram "do doce" e em casa sempre fomos "do salgado". O máximo da sobremesa diferente em casa era... era.. gelatina! gelatina de morango, uva, limão, abacaxi.. de todos os sabores possíveis e imagináveis! Depois de mais velhos, minha prima confessou que curtia a comida da minha mãe, mas "lá só tem gelatina e fruta!".

O tempo passou e eu e meus irmãos não nos tornamos nerds que não podem ver docinho em festa e vão correndo se empanturrar (nerd acho que não me tornei, mas confesso que um brigadeirinho só não me satisfaz... nem 2, nem 3, nem 4. Uns 8 tá bom!!)

Enfim, mas a questão era que além de não fazermos muita questão de comer doces em casa, todos que tentávamos fazer ficam horríveis, os bolos não cresciam.. ou quando um bolo dava certo, a gente fazia até enjoar.. foi a fase do bolo de cenoura com cobertura de chocolate, a fase do bolo de maracujá, a fase do mousse de limão (só mousse mesmo, sem bolo! difííícil de fazer!), pra variar um pouco fazíamos mousse de maracujá e óbvio: a gelatina!

O tempo passou (novamente), mudei de casa e ai sabe como é, ne? Clima novo, cozinha nova, fogão novo e resolvi me aventurar no mundo dos doces... eis que numa comemoração resolvi fazer Pavlova de mascarpone com calda de frutas vermelhas!

Caramba! Você vai ler este nomão ai e vai pensar que me tornei uma metida, que só faço coisas chiques, finas, requintadas.. pois é! É chique mesmo esta sobremesa, mas é super fácil de fazer e te digo mais: fica uma delícia! Mas dica: achei que ia ficar mais charmoso colocar a calda quente, mas fica muito mais gostoso quando a sobremesa está bem gelada. Vai por mim! Deixe bastante tempo na geladeira até a hora de servir (esse "servir" associo tanto com trabalho escravo! qualquer semelhança é mera coincidência!)
.
Esta receita veio do Rainhas do Lar. Vai lá conferir! Eu simplesmente amo neste site! E segundo a Faby essa receita é da Chef Clo Dimet, divulgada na Revista Claudia.

Na minha receita eu fiz pequenas adaptações! Como só encontrei amora, foi com esta mesma que fiz a calda e o morango resolvi deixá-lo fresco. Diminui a proporção para 2 pessoas (a receita toda serve 6 porções). E foi..

Ficou uma delícia!
A foto da Pavlova não ficou lá mil maravilhas, mas eu te digo: Faça que você vai fazer bonito!
Ps: Pra quem não sabe o mascarpone é um queijo de origem italiana, mais precisamente da região da Lombardia. É um queijo super cremoso, feito de leite de vaca!
Glau

15 de jul de 2008

Bem Vindos!

Depois de muito pensar, sovar, afofar e queimar os neurônios, duas amigas -muy amigas- resolvem contar suas experiências (bem sucedidas ou não!) na cozinha.
Você, que acaba de adentrar o recinto, está a olhar para o nome que escolhemos para o blog e logo pensa se tratar de duas dondocas que não têm mais o que fazer além de passear pelo shopping, fazer unha, cabelo, massagem e afins e, então, veja bem, resolveram falar de culinária... Uau! Afinal, esse é um assunto tão na moda, tão fashion, tão "in"... Mas sentimos (ou não) em lhes contar que não é nada disso! A gente camela muito, e como! Mas quando chegamos em casa, tarde da noite, ainda há tempo, disposição e prazer para prepararmos um bolinho, um suflê, um cookie ou uma salada daquelas para alegrar nossa vida e daqueles que amamos.

Com muito bom humor (quase sempre, esperamos!) trataremos aqui dos mais diversos assuntos relacionados às nossas cozinhas.

Sejam muito bem vindos e sintam-se à vontade para meter o dedo nessa colher!!

Beijos,

Glau e Marula.